Design

Escola de Design lança grade de cursos

Início do texto

Promover o conhecimento e a cultura do design e arquitetura com a realização de cursos de extensão e de formação continuada. Estes são alguns dos objetivos da Escola Curitiba de Design, na capital paranaense, e que funciona no regime de escritório-escola. A proposta segue os mesmos moldes de outros empreendimentos, como restaurantes e hotéis, que incluem cursos e atividades profissionais de especialização.

“A ideia de criar essa experiência na área de design é permitir que as pessoas tenham uma noção muito prática e de acompanhamento contínuo. Acreditamos e executamos o design na prática”, conta Katalin Stammer, que comanda o empreendimento.

A iniciativa, que surgiu como desdobramento da Stammer Consultoria e Treinamento, está com três cursos abertos. São eles: Design de Móveis, Decoração de Ambientes e Design Sensorial. As inscrições estão abertas a todos os profissionais e pessoas interessados nessas áreas. Informações como datas, valores e condições de pagamento podem ser obtidos no site da Escola Curitibana de Design.

 

Os três cursos abertos da Escola Curitibana de Design são: Design de Móveis, Decoração de Ambientes e Design Sensorial

 

Escritório-escola de design

Outro foco de atuação do empreendimento, conta Katalin, é levar o design a mais pessoas e não somente a profissionais. “Todo mundo pode ter um ‘quê’ de designer, principalmente quando estendemos essa visão para os interiores e nosso bem-estar. E ao trabalhar com metodologias diferentes, parcerias com empresas e lojas, é possível extrair muito mais conhecimento e encontrar diferentes aplicações no dia a dia”.

Entre os cursos ofertados, há opções de módulos que duram um ano, com encontros semanais, ou opções de dois meses, onde são realizados aproximadamente 22 encontros, entre teoria e prática.

“No curso de Design de Móveis, indicado para aqueles que desejam desenhar mobiliário, há turmas com aulas durante a semana (terças e quintas-feiras), e outra às sextas e sábados, apenas uma vez por mês. Esta última é dedicada aos alunos que não residem em Curitiba”, explica.

 

O curso de Decoração de Ambientes da escola de design também segue o conceito de troca de experiências, dicas e vivências

 

Nova proposta de cursos

Katalin Stammer, que atua como arquiteta e designer, explica também a proposta do curso de Design Sensorial. “Procuramos ampliar o campo do design, com a visão de bem-estar e focado no que o usuário precisa e pode sentir nos ambientes”.

“A intenção é potencializar sentidos, promovendo experiências com os participantes e trazendo cases de sucesso relacionados a ambientes harmônicos”. A abordagem, acrescenta a profissional, inclui sonoridade, aromas, cores e outros tipos de sensações.

O curso de Decoração de Ambientes também segue o conceito de troca de experiências, dicas e vivências. De acordo com a ementa da Escola Curitibana de Design, a proposta se adequa aos ambientes residenciais e comerciais. Desta forma, profissionais e o público interessado poderão visualizar composições, aprender técnicas, conhecer ferramentas propícias ao trabalho e visitar lojas. “Sempre com o objetivo de aprendizado prático”, garante Katalin.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias Relacionadas

  • Conecta Labs aproxima indústria e alunos de design

    Design - Indústria

    Conecta Labs aproxima indústria e alunos de design

    View more
  • Gerar boas ideias. A proposta do Congresso Moveleiro

    Indústria

    Gerar boas ideias. A proposta do Congresso Moveleiro

    View more
  • Transformar uma casa em lar. Entenda a diferença!

    Arquitetura - Design

    Transformar uma casa em lar. Entenda a diferença!

    View more
  • Curitiba como polo criativo do design

    Design

    Curitiba como polo criativo do design

    View more